terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

PANCREATITE NA GRAVIDEZ


Dias após o último post eu estava me arrumando para sair e escorreguei na varanda. Não cheguei a cair, mas me contorci inteira para evitar a queda. Horas depois, na casa da minha irmã, comecei a sentir dores na coluna. Cheguei em casa e comentei com meu marido que estava ficando muito forte, mas como aparentemente sabia o motivo tentei apenas tomar uma dipirona e relaxar. Não deu outra: madrugada e estávamos nós no hospital! Depois disso fui e voltei umas 3 vezes. Fui examinada pelo ortopedista, tomei tramal e nada. 
A decepção I: Entre as idas e vindas eu ligava para minha médica e numa das ligações ela mandou que eu tomasse voltarem. Quando voltei ao hospital todos os médicos que me atendiam ficavam escandalizados! Não sei se foi erro ou questão de opinião, mas sei que me assustou e foi minha primeira decepção com ela.
Bom, na terceira vez no hospital, agora com os remédios me atacando o estômago e eu gemendo de dor resolveram me internar e para isso pediram um monte de exames. 
O diagnóstico: PANCREATITE. Exato! Por quê? Ninguém soube responder. Fiquei internada por 3 dias e meio sem comer absolutamente nada e nem beber água. Grávida sem comer foi osso!
No quarto dia me deram alta, voltei para casa e já estávamos a uma semana antes do Natal. Eu estava sem saber o que poderia comer direito, sem saber exatamente o que eu tive (mesmo pq não poderia fazer os exames necessários, né?) e voltei a sentir dor. Preocupada voltei ao hospital e foi detectado alteração das enzimas do figado. 
Decepção II: eu já tinha tentado ligar muuuitas vezes para minha médica antes de ir ao hospital e nada. depois de horas conseguiram falar com ela que disse que tinha ido viajar e como nao estava em SP era melhor me internar - Hã??? No Natal! A família toda preparando a ceia em Santos?? Comecei a chorar na hora! Ai a médica obstetra que me atendeu disse que as alterações eram muito pequenas, que não fazia sentido me internar já que era apenas para colher exames de 2 em 2 dias e me liberou com a promessa de que eu voltaria para fazer exames de controle.
Voltei a SP para fazer esses exames antes do Natal, depois colhi outro por lá mesmo, e voltei logo após o ano novo para mais uma bateria. Suspenderam todos os meus remédios e vitamina (caso os sintomas fossem medicamentosos) e fui melhorando.

O baby atravessou por isso muito bem. Claro que não cresceu mais no ritmo que estava. Achei que ia ter um bebe grandão. Mas a médica disse que é normal, que agora sim eu estava comendo corretamente. o percentil está 50 desde então e dizem ser muito bom. Acabei comprando roupinhas RN para a maternidade ( quem acompanha sabe que não compraria nada RN)
Troquei de médica, mudei minha opinião sobre o parto, muita coisa aconteceu depois disso, mas fica para outro post.

Só mais uma coisa. Queria falar aqui da minha admiração pelo carinho e respeito que a equipe médica do Hospital Santa Catarina dedica as maezinhas! O atendimento nao poderia ter sido melhor!

3 comentários:

  1. Olá, gostaria de saber com quantos meses vc estava qndo teve a pancreatite? Aconteceu comigo ha 15 dias, era pro meu bebe ter nascido ontem dia 20/11, mas infelizmente quando descobriu a causa das minhas dores e gases no meu estômago já era tarde demais, meu bebe ha estava morrendo e talvez a infecção já estivesse passado para ele. 3 horas depois que descobriram que eu tinha uma infecção muito forte mas não sabiam onde era, me abriram tiraram o bebe sem vida e foram procurando, ete descobriram que era no pâncreas. O medico disse que se o bebe salvou minha vida, pq a infecção estava 4x em seu nível elevado. Fiquei na UTI e hospitalizada 12 dias, tomando uma medicamento fortíssimo Imipenem. Tbm não souberam me explicar a causa da pancreatite. Fico me perguntando, será que se o medico tivesse me pedido exames de sangue antes, tinha salvado meu bebe??? Tudo pronto em casa para recebê-lo, muito triste mesmo. Ate logo.

    ResponderExcluir
  2. Tambem sentia fortes dores durante a gravidez na região do estômago , mas nao sabia oque era ! graças a Deus passei mal e a minha filha nasceu 2 semanas antes desta crise ... 15 dias apos a cesariana tive esta crise d dores no estômago novamente e dando febre ! fui ate ao hospital la eles me internaram por dois dias eu n conseguia comer e nem tomar agua d tanta dor , mas mesmo assim continuei amamentando ... assim que o resultado dos exames sairam estava la o resultado uma bela Pancreatite ! dali fiquei internada durante 1 mes e 15 dias sem comer e sem beber agua passei por 2 cirurgias uma delas no pâncreas ... e a minha Pancreatite se desenvolveu por causa de micro-calculos biliares ! hoje após 4 anos estou bem graças a Deus !

    ResponderExcluir

Compartilhando experiências...